Peixes aparecem no Rio Criciúma

Moradores do bairro Santa Bárbara gravaram no sábado vídeo mostrando a existência de peixes no local

0
118

A aparição de peixes no Rio Criciúma no sábado chamou atenção dos moradores do bairro Santa Bárbara, que aproveitaram para gravar um vídeo, mostrando que a presença de tilápias nas águas poluídas não é história de pescador. Segundo o presidente do bairro Ricardo Gaspar, os peixes foram vistos próximo a uma construção e pareciam que não estavam com falta de ar, pois continuam imersos nas águas. Os vídeos gravados rapidamente viralizaram nas redes sociais. “Para nós também foi uma surpresa, mas há seis meses em contato com professores e pesquisadores da Unesc, que estão fazendo pesquisas no rio, falaram que será cada vez mais comum encontrar vida no Rio Criciúma”, destaca o presidente do bairro Ricardo Gaspar.

A presidente da Fundação do Meio Ambiente de Criciúma (Famcri), Anequésselen Bittencourt Fortunato, não dúvida da veracidade do vídeo, mas busca uma justificativa para a presença dos peixes no rio. Uma das hipóteses levantadas é referente aos dias de chuvas, que podem ter enchidos os açudes e os peixes escapados através de alguns afluentes do rio. Segunda ela, em outros pontos da cidade já foram vistos peixes, como no bairro Santa Antônio. Segundo a presidente da Famcri, não existe mais mineração em Criciúma e em diversas áreas os terrenos estão em processo de recuperação ambiental, seja por iniciativa própria ou via judicial.

Projetos da Famcri

Além do fim da mineração em Criciúma a Fundação do Meio Ambiente tem executado alguns projetos de recuperação do rio. A presidente da Famcri lembra que o primeiro foi em 2017 com a ação educacional com foco nos hídricos levando estudantes semanalmente nas áreas de preservação dos rios e plantando árvores nativas. Outro projeto foi Ilhas Flutuantes em parceria com o Cedup Abílio Paulo, com plantas para filtrar a água.
Outro projeto é o Análise da Qualidade da Água, em parceria com a Unesc. “Estamos coletando água durante todo ano e fazendo as análises e a qualidade da água tem melhorado gradativamente. Ainda tem mais as limpezas que a Prefeitura de Criciúma faz e também tem o programa da Casan que é Se Liga na Rede, que visa vistoriar comércios e residências para que não joguem nada irregular no Rio Criciúma”, destaca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui